quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

PRESIDENTE DA CÂMARA DE CAJATI É DO SOL
 Numa sessão tranquila, aconteceu na noite de ontem a escolha do novo presidente da câmara de Cajati, que substituirá  Wilson de Camargo. Com a maioria dos votos válidos, Apáricio Ferreira da Rosa, que foi do PMDB, hoje SOL, assume por dois anos a direção do poder legislativo

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

,,,Recebi um video( CANETA ESPIÃ), onde um chefe de campo nada sobrio, declara que vão usar todas as armas p me atingir, desde mentiras, calunias e perseguição, dizendo que tem poderes sobre todas as empresas e empresarios; então a guerra esta declarada

CAJATI GANHA LUZES E CORES NO FIM DE ANO

As Luzes de Natal inaugurada no sábado 06, encantou os presentes que foram a praça  Antonio Cunha, no centro de Cajati,
No dia 20, acontece o Concerto de Natal na Praça da Bíblia.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014


 SEMINÁRIO DO TERCEIRO SETOR  FOI PROMOVIDO PELA APAE

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Cajati realizou o  II Seminário do Terceiro Setor, apoiado pela OAB 192º Subseção-Jacupiranga. O encontro aconteceu nesta segunda-feira,  1º de Dezembro, das 8h30 às 12h30, no Clube ADC Vale.
Abordando temas como os direitos da pessoa com deficiência e  repasses públicos baseada na lei 13.019/14, que institui normas gerais para as parcerias voluntárias, envolvendo ou não transferências de recursos financeiros, estabelecidas pela União, Estados, Distrito Federal, Municípios e respectivas autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista prestadoras de serviço público, e suas subsidiárias, com organizações da sociedade civil, em regime de mútua cooperação, para a consecução de finalidades de interesse público; define diretrizes para a política de fomento e de colaboração com as organizações da sociedade civil; e institui o termo de colaboração e o termo de fomento.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

POLICIA FECHA ESTABELECIMENTO 
 EM CAJATI
Tres lojas de motos que comercializava peças, foram lacradas

Policia Civil, Detran e Prefeitura de Cajati, atuaram diligencia, cumprindo o artigo da lei estadual numero 15.276 de 02 de janeiro de 2014, que trata da destinação de veículos em fim de vida útil e dá outras providências, onde no paragrafo   1º , diz,; Os veículos em fim de vida útil definidos nos incisos I a III deste artigo somente poderão ser destinados aos estabelecimentos credenciados pelo DETRAN-SP, nos termos do artigo 2º desta lei
 O DETRAN-SP poderá determinar cautelarmente a interdição administrativa e a lacração de estabelecimento que opere irregularmente, bem como a apreensão e o recolhimento de veículos, partes e peças. Segundo o Delegado de Policia, Doutor Wilson de Andrade, foi estabelecido um prazo para que os estabelecimento se adequasse as normas, caso que não ocorreu, onde foi aplicado uma multa no valor de R$ 30,000. O Comerciante poderá ainda recorrer e regularizar sua situação junto aos órgãos competente e voltar a funcionar. 

AMERICANAS EXPRESS INAUGURA FILIAL EM CAJATI


A inauguração da loja Americanas Express em Cajati, mobilizou a cidade, apesar do calor insuportável dentro da loja sem ar condicionado e a fila unica, os clientes não se importaram e foram as compras.
PARTIU NOSSO CHAVINHO
Nascido em 21 de fevereiro de 1929, Roberto Bolaños começou sua carreira nos anos 1950

Nascido em 21 de fevereiro de 1929, Roberto Bolaños começou sua carreira nos anos 1950, quando escrevia roteiros para rádio e televisão. Ele ganhou o apelido de Chespirito após ser comparado ao dramaturgo William Shakespeare. Em 1958, quando o mexicano estreou como roteirista de cinema no filme Los Legionarios, o diretor Agustín P. Delgado o apelidou de Shakespearito, um diminutivo carinhoso para o nome do britânico, devido à sua inteligência e criatividade. Hoje aos 85 anos, o ator mexicano Roberto Bolaños morreu nesta sexta-feira. A informação foi divulgada no site da CNN México nesta tarde. Bolaños foi o criador de personagens como Chaves e Chapolin, cujos seriados seguem em exibição em diversos países, apesar de terem estreado ainda nos anos 1970 — Chaves passou a ser veiculado no Brasil em 1984. Segundo declarações da família, o estado de Chespirito, como o ator é conhecido em seu país de origem, era grave desde o início do mês. Ele vivia com sua esposa Florinda Meza, a Dona Florinda da série Chaves, em Cancún, próximo à lagoa de Nichupté, local de descanso isolado da imprensa. No balneário, tentava se recuperar de problemas respiratórios e de dificuldades em se mover.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

CARREGAMENTO CONGESTIONA 

ESTRADA DO CIMENTO


Mais de três quilômetros de fila e risco de acidentes.

terça-feira, 25 de novembro de 2014


ARVORES ANTIGAS DE CAJATI
ESTÃO SENDO MORTAS CRIMINOSAMENTE


Comenta-se que pra não causar polemica, um laranja vai la e circula o corte, ai ela morre lentamente, justificando seu corte posterior.

Parece coisa de berço essa gana desenfreada de derrubar destruir e matar as nossas arvores, desabafa uma senhora que observa os cortes, la no Bairro do Pito, pelaram a Serra e ninguem fez nada e se nao fizerem nada aqui, vamos ficar sem uma sobra desabafa a idosa que pediu para nao se identificar, o taxicista irritado desabafa,; Ele anda com ar condicionado, o povo que se lasque.  A prática conhecida como Anel de Malpighi consiste na retirada de um anel contendo 
alguns tecidos do caule ou dos ramos de uma angiosperma. Essa prática leva à morte da planta.

Voz do Povo

Moradores da Vila Adriana e Cardoso reclamam de esgoto a Céu aberto a mais de uma semana.

CAJATI

cajati (Cryptocarya mandioccana) é uma árvore que chega a medir até 10 metros, da família das lauráceas, de folhas lanceoladas, coriáceas, flores em panículas terminais e pequenas bagas, globosas e aromáticas. Nativa do Brasil, principalmente do estado do Espírito Santo e Rio de Janeiro, é cultivada como melífera e pelas propriedades estomáquicas da casca. Também é chamada de canela-lajiana.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014



Como vender o Weegui
Porque ser visto na internet?
Segundo o Ibope, em 2013 o Brasil teve mais de 105 milhões de internautas ativo (ou seja que entram na internet
diariamente), sendo o Brasil o 5º país mais conectado do mundo. De acordo com a Fecomércio do Rio de Janeiro, o
percentual de brasileiros conectados à internet aumentou de 27% para 48%, entre 2007 e 2011.
Em 2012, a internet se tornou o terceiro veículo de maior alcance no Brasil, atrás apenas de rádio e TV. 87% dos
internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços. Antes de comprar, 90% dos consumidores ouvem
sugestões de pessoas conhecidas, enquanto 70% confiam em opiniões expressas online.
Em 2008 foram gastos R$ 8,2 bilhões em compras on-line. Em 2009, mesmo com crise, foram gastos R$ 10,6 bilhões
de reais. 2010 fechou com R$ 14,8 bilhões, atingindo 1/3 de todas as vendas de varejo feitas no Brasil. Á última
pesquisa feita em 2012, foram gastos 22,5 bilhões de reais.
Com tantas ferramentas, grande alcance e baixo investimento, a internet tornou-se uma ferramenta indispensável
para empresas que visam crescer e expandir.
Contamos hoje, com grandes sistemas de busca, que nos ajudam a encontrar tudo que queremos, sendo os maiores
Google, Yahoo, Bing e ASK. Aparecer nesses sistemas de busca, é algo indispensável para quem investe em
marketing digital.
O Google publicou recentemente que, recebe mais de mais de 70 bilhões de acessos diariamente em todo o mundo.
Gastos para ser visto na internet
Estar na internet hoje é crucial para quem quer crescer, porém muitas empresas e pequenos negócios ainda não
possuem um site, o maior fator pelo qual essas empresas e pequenos negócios ainda não possuem um site é por
questão financeira, ter um site é algo caro, para criar um site simples, o valor de investimento é superior a R$
1.000,00 sem levar em conta despesas com, registro de domínio, hospedagem e taxas cobradas pelo web designer
para realizar a manutenção dos sites.
Além do alto investimento na criação de um web site, é preciso tempo para que o mesmo tenha algum retorno,
como se trata de um novo espaço na internet, é necessário que o mesmo comece ter credibilidade, para isso é
necessário mais investimento para realizar a divulgação do web site.
Para que o web site possa entrar nessas grandes ferramentas de busca, é necessário meses ou até anos, para ter
uma boa colocação, mesmo assim não é possível dizer se ele irá ser listado ou mesmo que seja, não é possível dizer
se conseguirá uma boa posição.
Como funciona o Weegui
O Weegui nasceu vendo essas necessidades das empresas e pequenos negócios, com as mais modernas ferramentas
de SEO (otimização de sistemas de busca) e suas ferramentas internas, o Weegui, não apenas faz com que sua
empresa ou negócio apareça no topo dos sistemas de busca.
O Weegui oferece para sua empresa ou negócio, uma página auto administrável, que com apenas alguns cliques
você aparece na internet. Publique produtos, ofertas, promoções, textos, fotos, vídeos muito mais.
Tudo isso com muita facilidade e rapidez.
Além dessas ferramentas e facilidades que o Weegui oferece para sua empresa ou negócio, você será listado
também em nosso guia comercial, onde o internauta procura por uma empresa, serviço ou localidade e sua página
será listada para ele. Exemplo digamos que você irá viajar para uma determinada localidade, você precisa encontrar
um lugar para comer e dormir, porém você não conhece o lugar, com o Weegui, basta você digitar o que quer e
onde quer, que você encontra todas as opções disponíveis para o local, tudo isso para facilitar a vida dos internautas.
Temos também uma rede social, contando uma infinidade de usuários para que sua empresa seja mais vista, nossa
rede social foi construída especialmente para atrair mais clientes para você.
Tudo isso com um preço que cabe no seu bolso, à partir de 29,90* por mês, sua empresa ou negócio já pode
desfrutar do melhor da internet com o Weegui.
Acesse agora Weegui.com assine o Weegui negócios e em algumas horas sua empresa estará na internet

arquivo- MUSEU DA MINERAÇÃO



CAMARGO CORREA ESTA EM CAJATI DESDE 2012

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira, com restrições, a compra do controle da cimenteira portuguesa Cimpor pela brasileira Camargo Corrêa.
A principal exigência, que consta de acordo selado entre as partes com o Cade, é a saída da Votorantim do capital da Cimpor.
Camargo Corrêa e Votorantim ingressaram no capital da cimenteira portuguesa em 2010 e no fim de março deste ano a Camargo lançou uma oferta de aquisição da totalidade das ações da Cimpor, concluída em 20 de junho.
A operação prevê acordo entre os grupos para que a Votorantim deixe os ativos da Cimpor no Brasil em favor da Camargo Corrêa. Em troca, a Votorantim ficará com ativos da Cimpor em outros países, como Espanha, Turquia, China e Índia.
Na prática, o acordo entre Camargo e Votorantim para a saída desta segunda da Cimpor deve viabilizar o cumprimento do acordo com o Cade.
Isso porque, segundo o relator do caso no Cade, conselheiro Alessandro Octaviani Luis, a exigência do acordo (Termo de Compromisso de Desempenho, ou TCD) prevê que a Votorantim saia da Cimpor devolvendo à Lafarge a participação adquirida em 2010 ou vendendo-a a um terceiro.
"Recebemos como sinal de boa vontade e consideração ao Cade a disposição da Votorantim de negociar seu processo de saída da Cimpor", disse o presidente do Cade, Vinícius de Carvalho.
Durante a sessão do Cade, o relator do caso, conselheiro Alessandro Octaviani Luis, chegou a recomendar a rejeição da operação de 2010 de compra de parte do capital da Cimpor pela Votorantim, por entender que aumentaria ainda mais a participação da empresa líder do mercado brasileiro de cimentos com fatia de 40 por cento.
"A Votorantim, no mercado de cimento, não tem mais condições de crescer por aquisições", disse o relator. Segundo ele, em alguns mercados a Votorantim tem, sozinha, de 50 a 70 por cento do mercado cimenteiro nacional.
Além da saída da Votorantim da Cimpor, o TCD prevê outras restrições. Como o documento é sigiloso, Octaviani evitou dar detalhes, mas disse que envolvem a venda, pela Camargo Corrêa, de ativos na cadeia do cimento em São Paulo e o desenvolvimento de programa de desenvolvimento tecnológico.
Segundo o relator, o departamento de estudos econômicos do Cade vai ainda desenvolver um amplo estudo sobre o setor de cimento.